© 2019 - Virginia Coffee Roasters / Inspired by Coffee

OBATÃ CD

EDIÇÃO DE NOVEMBRO/17

Produtor: Fazenda Santa Virgínia / Sarutaiá, SP
Região: Sorocabana 23ºS

Altitude: 850 m

Variedade: Catuaí Amarelo

Colheita: Manual e Seletiva

Processo: Cereja Descascada

Secagem: Terreiro Suspenso / 15 dias

Safra/Lote: 2017 / colhido em 15/07
Densidade Aparente: 0,710 g/ml (acima da média)

Umidade: 12,5% (acima da média)

Torra: American Roast #60 SCA 

O Obatã é um café de porte baixo e resistente à ferrugem. Cruzamento das variedades Villa Sarchí e híbrido do Timor, foi desenvolvido no IAC, em Campinas, em 1972 a partir de mudas trazidas do CIFC de Portugal. Tem maturação tardia e alta produtividade, sendo por vezes superior ao catuaí vermelho.

Este lote foi colhido manualmente, descascado e seco em terreiro suspenso por um período de 9 dias. A bebida é extremamente saborosa, com uma acidez características de frutas vermelhas e forte presença de ácido málico e lático. O perfil de bebida é característico do Terroir local e apresenta-se como um café muito particular e diferenciado.

CEREJA DESCASCADA

ANÁLISE DA TORRA

ASPECTOS TÉCNICOS DA EXECUÇÃO

OBATÃ CD - AMERICAN ROAST

Grão: Obatã Vermelho
Batelada: 6kg

Equipamento: Atilla 10kg

Tempo Total: 12:07 min

Temperatura de Entrada: 213,4ºC

Temperatura Final: 207,5ºC

Desidratação: 6:03min/ 49,9%

Reações Intermediárias (Rampa): 4:28min / 36,9%
Desenvolvimento: 1:35min / 13,1%

AUC: 596ºC*min

ROR: 10,6ºC/min
MET: 319,3ºC
COLOR: #60 SCA (estimado)

Comentários: No gráfico acima encontra-se em background esmaecido o perfil básico para coado que utilizamos no Virginia Roasters. É possível notar que a torra do Obatã estendeu-se um pouco mais do que o padrão, dado o fato de da batelada ser de 6kg ao invés dos usuais 5kg. O ROR atingiu valor máximo aos 2 min em aproximadamente 18ºC/min , decrescendo constantemente no decorrer do processo, com exceção do momento anterior ao primeiro crack, onde é possível notar uma crescente pontual no ROR e subsequente queda (ainda que tenha havido redução da carga térmica e aumento da ventilação neste ponto). Este fato foi notado em outros cafés de elevada doçura como o Icatu e Ouro Verde, e, a principal hipótese avaliada até o momento é que este fato tem relação direta com a presença e quantidade de açucares do grão. 

/ COMPRAR CAFÉS